Ladrões são presos após manterem seis pessoas reféns em Copacabana, no Rio

RIO DE JANEIRO - Três homens foram presos depois de manterem seis pessoas reféns em um edifício na rua Assis Brasil, em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro.

Agência Estado |

O engenheiro Michel Caspary foi rendido com uma amiga no Largo do Machado e obrigado a levar os três homens ao seu apartamento. Lá, seus pais também foram rendidos, amarrados, e obrigados a entregar seus pertences.

Agência Estado
Laércio da Conceição Júnior, de 20 anos; Ricardo do Nascimento Florentino, de 19 anos; e o primo, Roberto de Aquino Florentino, de 20 anos, na 12º DP em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro. Os três homens foram presos depois de manterem seis pessoas como reféns em Copacabana. O engenheiro Michel Caspary foi rendido com uma amiga no Largo do Machado e obrigado a levar os três homens ao seu apartamento. Lá seus pais foram rendidos, amarrados, e obrigados a entregar seus pertences. O pai de Michel, o capitão de mar-e-guerra Guilherme Caspary conseguiu se soltar e atingiu com um tiro um dos assaltantes. Houve troca de tiros e os criminosos fugiram com Michel e a amiga e fizeram outras quatro pessoas como reféns
Os três homens foram presos depois de manterem seis pessoas como reféns em Copacabana.


O pai de Michel, o capitão de mar-e-guerra Guilherme Caspary, conseguiu se soltar e atingiu com um tiro um dos assaltantes. Houve troca de tiros e os três criminosos fugiram com Michel e a amiga, pelo terraço do prédio até a cobertura de um edifício vizinho, na mesma rua, onde fizeram outras quatro pessoas como reféns. "Ficamos quase cinco horas sob a mira deles. Foram momentos muito tensos", disse Michel.

A Polícia foi acionada e agentes do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) negociaram a libertação dos reféns, o que só aconteceu quando a mãe de um dos assaltantes chegou. Ela convenceu o filho a entregar a pistola.

Agência Estado
O engenheiro Michel Caspary e sua mãe Clarita Caspary na 12º DP em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro. Michel foi rendido com uma amiga no Largo do Machado e obrigado a levar os três homens ao seu apartamento no edifício 86 da rua Assis Brasil. Lá seus pais foram rendidos, amarrados e obrigados a entregar seus pertences. O pai de engenheiro, o capitão de mar-e-guerra Guilherme Caspary conseguiu se soltar e atingiu com um tiro um dos assaltantes. Houve troca de tiros, os três criminosos fugiram com Michel e a amiga e fizeram outros quatro reféns.
O engenheiro Michel Caspary e sua mãe Clarita Caspary na 12º DP em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro.

De acordo com a polícia, Laércio da Conceição Júnior, de 20 anos; Ricardo do Nascimento Florentino, de 19 anos; e o primo, Roberto de Aquino Florentino, de 20 anos, já tinham passagem pela polícia por roubos e furtos. Roberto estava em liberdade condicional.

Leia mais sobre: assalto

    Leia tudo sobre: assaltopolíciario de janeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG