Ladrões roubam lápide de Ian Curtis, líder do Joy Division

LONDRES (Reuters) - Ladrões roubaram nesta semana a lápide de Ian Curtis, líder da influente banda pós-punk Joy Division. A lápide, que continha a inscrição Love Will Tear Us Apart -- título da canção mais famosa da banda --, foi levada do crematório Macclesfield, no norte da Inglaterra, na segunda ou na terça-feira, segundo a polícia.

Reuters |

Fãs do mundo todo viajam ao local para prestar homenagens ao cantor, deixando mensagens e lembranças.

Casado, Curtis cometeu suicídio em 1980, aos 23 anos, pouco depois de começar a turnê norte-americana da banda, que influenciou outros grupos e músicos.

Ele não conseguia conciliar a vida pessoal com a profissional, além de sofrer de epilepsia e ter se apaixonado por outra mulher.

Autoridades locais fizeram um apelo para que devolvam a lápide.

'Estou chocado', disse Bill North, do conselho de Macclesfield. 'Alguém passou por poucas e boas para remover a lápide e espero que nossos apelos a tragam de volta o mais cedo possível.'

A viúva de Curtis, Debbie, foi informada do ocorrido, segundo o conselho.

'É um roubo muito incomum, acredito que algum morador local saiba quem é o responsável e onde está a lápide', disse o inspetor policial Gareth Woods.

O nome de Curtis voltou a ser comentado após dois filmes sobre sua vida serem lançados no ano passado. Após a morte do cantor, os três outros membros do Joy Division montaram a banda New Order, que também fez muito sucesso.

(Por Michael Holden)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG