Nem o Quartel General do Exército escapou. Dois homens de terno e gravata - armados com revólveres - invadiram e roubaram hoje um posto avançado do Banco Bradesco que fica no Setor Militar Urbano (SMU), em Brasília.

Os suspeitos chegaram de carro ao prédio do QG. Eles se identificaram na guarita, tiraram uma foto para o sistema de identificação de visitantes e apresentaram carteira de identidade. Não se intimidaram nem mesmo com as 32 câmaras que vigiam o local, considerado dos mais protegidos de Brasília.

Os assaltantes chegaram antes da agência abrir e fizeram refém o gerente do banco. De acordo com informações, foram roubados R$ 8 mil do posto bancário. Para os militares, é possível que os assaltantes tenham tido a ajuda de alguém de dentro do quartel, já que tinham informações sobre a rotina do gerente. Depois de invadir a agência, o gerente foi deixado amarrado. Um general entrou depois que os homens já haviam deixado o local e acionou o alarme sonoro. Iniciou-se, então, uma grande operação de busca, que não teve sucesso.

Os militares fecharam o prédio e os 5 mil funcionários saíram do local, enquanto era feita uma varredura em busca dos assaltantes. A Polícia Civil do Distrito Federal, que investiga o caso, ainda não localizou os assaltantes. Dos cinco bancos localizados no QG do Exército, só o posto do Bradesco fica no subsolo. Os outros ficam no 1ª andar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.