BELO HORIZONTE (Reuters) - O horário eleitoral contribuiu decisivamente para a campanha do candidato à prefeitura de Belo Horizonte pelo PSB, Márcio Lacerda. A primeira pesquisa realizada após o início dos programas eleitorais mostra que o socialista deu uma arrancada de 15 pontos percentuais nas intenções de voto do eleitorado da capital -- segundo pesquisa do Datafolha neste sábado, Lacerda tem 21 por cento da preferência dos eleitores, contra 6 por cento na pesquisa realizada em 24 de julho. Já a candidata Jô Moraes, do PCdoB, fez o caminho inverso. Com 20 por cento das intenções de voto no levantamento anterior, ela caiu para 17 por cento na pesquisa divulgada neste sábado. Com margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos, o resultado coloca Jô em empate técnico com Lacerda.

A pesquisa ouviu 829 eleitores em Belo Horizonte, nos dias 21 e 22 de agosto. O levantamento, encomendado pela TV Globo e pelo jornal Folha de São Paulo, foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral de Minas (TER-MG).

Além de empatar com Jô Moraes, a arrancada de Lacerda também fez com que o candidato Leonardo Quintão (PMDB) passasse para terceiro lugar na preferência dos eleitores, apesar do crescimento de quatro pontos em relação à pesquisa anterior.

Quintão passou de 9 por cento para 13 por cento das intenções de voto.

Vanessa Portugal (PSTU), preferida por 6 por cento dos eleitores na pesquisa de julho, teve 4 por cento dos votos no levantamento atual e manteve a quarta posição. Ela é seguida por Sérgio Miranda (PDT), que baixou de 5 para 4 por cento na preferência do eleitorado, e por Gustavo Valadares (DEM), cujas intenções de voto caíram de 4 por cento em julho para 2 por cento.

Os candidatos André Antônio Alves (PTdoB), Pedro Paulo (PCO) e Jorge Periquito (PRTB) registraram menos de 1 por cento das intenções de voto cada. Além disso, 14 por cento dos entrevistados declarou voto branco ou nulo e 24 por cento não sabe ou não respondeu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.