Laboratório reduz preço de vacina contra HPV

O laboratório britânico GlaxoSmithKline (GSK) anunciou hoje uma redução de 50% no preço da vacina que comercializa no Brasil e é utilizada contra o HPV oncogênico, doença que pode levar ao câncer de colo do útero. A vacina será vendida, já a partir deste mês de março, ao preço de R$ 114,67, uma redução de 50% sobre o preço de fábrica de R$ 229,33.

Agência Estado |

O novo preço já inclui os 18% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS).

Nas clínicas de vacinação do País, no entanto, a venda final ao consumidor ainda terá um acréscimo referente a outros impostos, custos de conservação, aplicação e serviços médicos. Em nota à imprensa, a GSK justificou o reajuste como "reflexo da política de equilíbrio de preços dos produtos" e pelo "compromisso em disponibilizar vacinas de grande necessidade para a população, com valores mais acessíveis."

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada ano, 500 mil mulheres em todo mundo sofrem de câncer de colo do útero e pelo menos 250 mil acabam morrendo. No Brasil, a doença é a segunda maior causa por morte de câncer entre as mulheres, atrás apenas do câncer de mama, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca).

O câncer de colo uterino se desenvolve quando uma infecção pelo vírus HPV se torna persistente e progride. Já foram identificados mais de 100 tipos de HPV, sendo que cerca de 15 tipos são considerados causadores de câncer, chamados de oncogênicos. A função principal da vacinação é proteger as mulheres contra a infecção por HPV oncogênico, que está associado ao câncer de colo uterino.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG