A Kroll, empresa de consultoria de gerenciamento de riscos, esclareceu hoje em nota à imprensa que o israelense Avner Shemesh, que deve ser ouvido nesta semana na CPI dos Grampos, não é funcionário e nunca trabalhou na empresa. Ex-oficial do exército israelense especializado em escutas telefônicas, Shemesh é acusado de investigação ilegal contra magistrados federais da cidade de São Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.