Katia Abreu diz já ter assinaturas para CPMI do MST

A senadora Kátia Abreu (DEM-TO) informou nesta tarde que coletou de ontem para hoje 35 assinaturas das 27 obrigatórias para instalar a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) no Senado com o objetivo de investigar a denúncia sobre os supostos contratos irregulares entre o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e o governo. Nossa coleta foi facilitada pelo movimento do MST no interior de São Paulo.

Agência Estado |

Aquilo revoltou a sociedade e o Congresso também", disse referindo-se à derrubada de parte de um pomar de uma fazenda de laranjas da Cutrale. "Em duas horas, conseguimos mais de 30 assinaturas", continuou.

De acordo com a senadora, os deputados Onyx Lorenzoni (DEM-RS) e Marcos Montes (DEM-MG) garantiram que recolhem ainda hoje as 171 assinaturas necessárias na Câmara para a instalação da CPMI. Na semana passada, os parlamentares tentaram instalar a CPMI, mas por conta de assinaturas repetidas, o número não atingiu o mínimo necessário.

Na opinião da senadora, a ação do MST foi de desrespeito à iniciativa do Congresso de tentar apurar as denúncias feitas pela imprensa. "Foi como se dissessem: nada conosco acontece", avaliou.

Assim que houver número suficiente de assinaturas na Câmara, os parlamentares pretendem protocolar o pedido de instalação imediatamente. "Esperamos que Sarney (o presidente do Senado, José Sarney) seja imparcial".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG