Kassab revê Agenda 2012 e altera oito propostas

Nove meses após lançar a Agenda 2012, plano de ações prioritárias da administração até o fim do mandato, a gestão do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), decidiu rever as metas pela primeira vez, de olho em exigências da Lei Orgânica do Município. Entre as 223 metas, pelo menos oito serão modificadas, após análise da Secretaria de Planejamento (Sempla).

Agência Estado |

A primeira revisão termina em dezembro, com a apresentação do relatório anual.

As oito metas são ligadas a habitação, transportes, serviços e cultura. "Sugerimos a primeira revisão como medida de transparência", disse o secretário de Planejamento, Manuelito Magalhães. "Não quer dizer que as metas serão reavaliadas para baixo. Há essa necessidade apenas em alguns casos."

Uma das metas revistas para baixo é a que prevê instalação de 40 mil novos pontos de luz. A capacidade de execução do serviço, segundo a Sempla, não é suficiente para cumpri-la - enquanto em 2009 está prevista a instalação de 1.445 pontos, em 2012 a previsão é de instalar 28.002 pontos. "Exigiria capacidade muito maior do que há hoje", afirmou Magalhães. Antes de qualquer modificação, diz o secretário, as metas serão debatidas em audiências públicas.

Novo site

O site da Agenda 2012 (www.agenda2012.com.br), acessível a partir de hoje, foi elaborado para o cidadão acompanhar a execução das metas. No site, há o primeiro relatório semestral, em que a Prefeitura afirma ter iniciado 88% das metas - em algumas, porém, o "levantamento cadastral de dados" já consta como "fase inicial" de obras. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG