SÃO PAULO - A Prefeitura de São Paulo criou uma área de 70 quilômetros quadrados de restrição para a circulação dos ônibus fretados. A proibição terá um horário específico: de segunda-feira à sexta-feira, das 5 horas às 21 horas.

Segundo a prefeitura, a medida tem como objetivo organizar a circulação desses veículos, para oferecer maior conforto para passageiros e maior fluidez ao trânsito. As restrições entram em vigor em 27 de julho.

A prefeitura afirma que, com a regulamentação, ficam fora das ruas da região central cerca de 1300 ônibus (650 pela manhã e 650 pela tarde).

Divulgação

A área em que fica restrita a passagem dos fretados está marcada em azul

Os fretados serão desviados para o sistema público de transporte, por meio de 13 pontos de embarque e desembarque criados em estações de trem, metrô e Expresso Tiradentes. Também serão criadas sete linhas especiais de ônibus, de modo a complementar o sistema viário e oferecer opções aos cerca de 48 mil usuários de fretado atingidos pelas mudanças.

O anúncio foi feito pelo secretário dos Transportes, Alexandre de Moraes, e pelo prefeito da cidade, Gilberto Kassab, e é a medida principal que a prefeitura adotará para regulamentar o transporte fretado na capital. Segundo Morais, os usuários foram ouvidos e se mostraram favoráveis à medida.

"São Paulo, com 11 milhões de habitantes, cada vez mais precisa ser regulamentada e organizada. E o transporte de fretados era um desses setores [que precisavam de regulamentação]. Não é uma ação da Prefeitura contra os fretados, mas para organizá-los. Essa solução apresentada busca conciliar o conforto das pessoas que usam o transporte fretado com o bom andamento do transporte público", declarou Kassab.

Os fretados poderão circular nas seguintes vias, que delimitam a área de restrição: avenida Ricardo Jafet, avenida Professor Abraão de Moraes, avenida Afonso d´Escragnolle Taunay, avenida dos Bandeirantes, avenida Vereador José Diniz, avenida Roque Petroni Jr., avenida das Nações Unidas (Marginal Pinheiros), avenida Professor Frederico Hermann Jr., avenida Pedroso de Moraes, rua Cardeal Arcoverde, avenida Sumaré, avenida Auro Soares de Moura Andrade, avenida Marquês de São Vicente, rua Norma Gianotti, rua Sérgio Tomáz, avenida do Estado e avenida Tereza Cristina.

Pontos de embarque e desembarque

Os 13 pontos de embarque e desembarque, ao longo das vias que delimitam a área de restrição aos fretados, estão:

-Nas estações do Metrô: Imigrantes, Jabaquara , Conceição, Sumaré, Barra Funda e Belém
-Nas estações da CPTM: Morumbi, Berrini, Cidade Jardim, Hebraica/Rebouças, Pinheiros e Cidade Universitária
-Na estação Sacomã do Expresso Tiradentes

Linhas especiais

Nos pontos de embarque e desembarque há oferta de transporte público, mas para as regiões onde não há conexão direta com os destinos mais procurados, segundo a prefeitura de São Paulo, foram criadas sete linhas especiais, que vão funcionar apenas nos dias úteis, pela manhã no período entre as 5 e as 9h e, durante a tarde, entre as 16h30 e as 21h. As novas linhas são:

-Gasômetro - Paulista (Via Alameda Santos)
-Paulista - Gasômetro (Via S. Carlos do Pinhal)
-Metrô Belém - Berrini
-Metrô Imigrantes - Chácara Sto. Antônio
-Metrô Imigrantes - Faria Lima
-Metro Jabaquara - Berrini
-Metrô Vila Madalena - Berrini

Exceções

De acordo com a prefeitura, devem ficar livres da restrição, inicialmente, os veículo que prestam os seguintes serviços:

-Escolar: passageiros destinados a escolas, cursos e universidades;
-Turismo: passageiros destinados a visitas a monumentos históricos, museus, locais públicos, restaurantes, casas de shows e pontos turísticos em geral;
-Seminários: passageiros destinados à participação em feiras, seminários, simpósios, exposições e afins;
-Religião: passageiros destinados à participação em cerimônias, rituais, marchas e eventos religiosos em geral;
-Hospedagem: transporte destinado a acomodação em hotéis;
-Cultura: transporte destinado a atividades de lazer e cult


Leia também:

Leia mais sobre: fretados

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.