SÃO PAULO - A apenas quatro dias das eleições municipais em segundo turno, as pesquisas de intenção de voto do Datafolha e do Ibope indicam a ausência de viradas eleitorais e o favoritismo da maior parte dos atuais prefeitos e dos candidatos que contam com apoio da máquina estadual. Não há um único caso de candidato em desvantagem no primeiro turno eleitoral que conseguiu reverter a situação nos levantamentos divulgados até o momento.

Em São Paulo, o prefeito Gilberto Kassab (DEM), que superou Marta Suplicy (PT) por uma diferença inferior a dois pontos percentuais, já abre 18 pontos percentuais segundo a pesquisa do Datafolha, atingindo 54%, ante 36% obtidos pela petista. De acordo com o Ibope, Marta está com o mesmo percentual e Kassab fica com 53%.

Em Belo Horizonte, onde o empresário Márcio Lacerda (PSB) também superou o pemedebista Leonardo Quintão com diferença muito pequena no primeiro turno, as pesquisas realizadas imediatamente depois de 5 de outubro chegaram a mostrar Quintão promovendo a virada. Mas as sondagens divulgadas ontem deixaram claro que o ambiente voltou a ficar favorável para o candidato do PSB, apoiado pelo prefeito Fernando Pimentel (PT) e pelo governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB). Lacerda alcançou 45% no Datafolha, cinco pontos percentuais a mais que o pemedebista. Pelo Ibope, Lacerda está com o mesmo percentual, mas Quintão atinge 44%.

As pesquisas também frustram a expectativa de virada em Salvador, onde o prefeito João Henrique (PMDB) terminou o primeiro turno com uma dianteira de menos de um ponto percentual em relação a Walter Pinheiro (PT). Em uma evidência de que conseguiu captar os votos de ACM Neto (DEM), o terceiro colocado, João Henrique abriu dez pontos percentuais sobre o petista. O atual prefeito de Salvador, que tem como mentor o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, está com 50%, enquanto Walter Pinheiro, apoiado pelo governador Jaques Wagner, fica com 40%.

No Rio de Janeiro, o pemedebista Eduardo Paes, que suplantou Fernando Gabeira (PV) por sete pontos percentuais no primeiro turno, voltou a suplantar o oponente nas pesquisas de intenção de voto, desfazendo o clima de virada eleitoral. Paes atingiu 44%, ante 41% de Gabeira, de acordo com o Datafolha. Pelo Ibope, ambos estão empatados com 43%.

(César Felício | Valor Econômico)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.