Kassab: é equívoco tirar proveito do confronto policial

Afilhado político do governador José Serra (PSDB), o prefeito e candidato à reeleição pelo DEM, Gilberto Kassab, disse que quem tentar tirar proveito dos episódios envolvendo a polícia paulista - confronto entre policiais civis e militares e a tragédia resultante do seqüestro em Santo André - está equivocado. Não há quem possa ficar feliz com episódios como esses.

Agência Estado |

Se alguma candidatura quiser tirar proveito, vai cometer um grande equívoco", afirmou Kassab, depois de participar de uma caminhada pelo Mercado Municipal, região central de São Paulo, no final desta manhã.

Para o prefeito, o papel de brasileiros, paulistas e paulistanos nesses casos é o de ajudar a encontrar uma solução. "O papel não é o de torcer para o quanto pior, melhor", destacou. Em uma caminhada de 20 minutos pelo mercado, Kassab posou para fotografias carregando crianças no colo e comemorou o resultado da mais recente pesquisa Datafolha, divulgada anteontem, na qual ele aparece 16 pontos à frente de sua adversária no segundo turno, a petista Marta Suplicy. Segundo o levantamento, Kassab tem 53% das intenções de voto, contra 37% de Marta. "Estamos felizes com o resultado", festejou o prefeito, negando, porém, que já se considere reeleito. "De maneira alguma. Seria um desrespeito com o eleitor. Estamos felizes, mas a eleição só ocorre no dia 26", afirmou, referindo-se à data do segundo turno.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG