Kassab diz que roubo de dados por hackers é 'lamentável'

Embora tenha minimizado o efeito do ataque, prefeito diz não descartar ação legal; site da prefeitura, segundo ele, é seguro

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, considerou "lamentável" a notícia de que um grupo de hackers supostamente obteve acesso dados pessoais seus e da presidenta Dilma Rousseff e postou as informações na internet. Embora tenha destacado que os dados são públicos, Kassab não descartou a possibilidade de tomar medidas legais contra os autores do ataque, para que o episódio sirva de "exemplo".

"Se for para servir de exemplo, sim, podemos tomar alguma medida judicial, para que essas pessoas saibam que terão que responder perante os tribunais", disse o prefeito, que participou hoje da Marcha para Jesus, organizada na zona norte da capital paulista. Kassab ponderou, no entanto, que não há "nenhum problema" no vazamento dessas informações, já que boa parte delas está disponível em suas prestações de contas eleitorais.

Hoje pela manhã, o grupo de hackers LulzSecBrazil   postou em sua conta no Twitter um link para um arquivo com supostos dados pessoais de Dilma e Kassab, como números do CPF e do PIS, data de nascimento, telefones, signo, nome da mãe (no caso do prefeito) e e-mails pessoais (também só no caso de Kassab). Muitas dessas informações, entretanto, estão disponíveis, por exemplo, nas prestações de contas eleitorais dos dois políticos.

Kassab destacou a importância de investimentos para minimizar o risco diante dos ataques. "É necessário investirmos em tecnologia que possamos nos blindar o mundo virtual", disse o prefeito. Ele assegurou, entretanto, que não vê qualquer risco de ataque ao site da Prefeitura de São Paulo. "É seguro, não tem como hackers entrarem."

    Leia tudo sobre: hackersgovernotecnologiasegurançacrackers

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG