O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), decretou hoje luto oficial de três dias no município pelo falecimento da ex-primeira-dama Ruth Cardoso. A antropóloga, mulher do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, morreu ontem, por volta das 20h40, no apartamento da família, no bairro de Higienópolis, em São Paulo.

Ela teve um enfarte fulminante.

Nascida em Araraquara, interior de São Paulo, a antropóloga e ex-primeira-dama Ruth Cardoso foi um dos primeiros acadêmicos brasileiros a perceber a emergência dos movimentos sociais que abrigavam diversidades - como os feministas, étnico-raciais e de orientação sexual, aos quais ela batizou de “novos movimentos sociais”. Ela e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se conheceram na Universidade de São Paulo (USP) e se casaram em 1953.

Em meados da década de 50, ela estudou a imigração japonesa para São Paulo e a transformou em tese universitária. Ainda na fase de transição para a montagem do governo FHC, concebeu a criação do programa Comunidade Solidária. Era doutora pela USP e pós-doutora pela Universidade de Columbia, nos EUA. Presidiu o conselho assessor do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) sobre Mulher e Desenvolvimento e integrou a junta diretiva da Comissão da Organização Internacional do Trabalho (OIT) sobre as Dimensões Sociais da Globalização.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.