Kassab decreta luto de 3 dias por morte de Ruth Cardoso

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), decretou hoje luto oficial de três dias no município pelo falecimento da ex-primeira-dama Ruth Cardoso. A antropóloga, mulher do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, morreu ontem, por volta das 20h40, no apartamento da família, no bairro de Higienópolis, em São Paulo.

Agência Estado |

Ela teve um enfarte fulminante.

Nascida em Araraquara, interior de São Paulo, a antropóloga e ex-primeira-dama Ruth Cardoso foi um dos primeiros acadêmicos brasileiros a perceber a emergência dos movimentos sociais que abrigavam diversidades - como os feministas, étnico-raciais e de orientação sexual, aos quais ela batizou de “novos movimentos sociais”. Ela e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se conheceram na Universidade de São Paulo (USP) e se casaram em 1953.

Em meados da década de 50, ela estudou a imigração japonesa para São Paulo e a transformou em tese universitária. Ainda na fase de transição para a montagem do governo FHC, concebeu a criação do programa Comunidade Solidária. Era doutora pela USP e pós-doutora pela Universidade de Columbia, nos EUA. Presidiu o conselho assessor do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) sobre Mulher e Desenvolvimento e integrou a junta diretiva da Comissão da Organização Internacional do Trabalho (OIT) sobre as Dimensões Sociais da Globalização.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG