Kassab dá 45 dias para o novo edital da merenda

A Prefeitura de São Paulo vai fazer uma nova licitação para contratar serviços de merenda para a rede municipal de ensino. O prefeito Gilberto Kassab (DEM) estipulou ontem prazo de 45 dias para que a Secretaria Municipal de Educação prepare nova concorrência.

Agência Estado |

A Prefeitura, no entanto, não cogita assumir a distribuição em vez de terceirizar os serviços. “É o modelo mais adequado para conseguirmos distribuir 1,8 milhão de refeições diárias”, defendeu o secretário municipal de Educação, Alexandre Schneider.

O secretário afirmou que a medida foi tomada depois de uma consulta ao secretário de Negócios Jurídicos, Cláudio Lembo, que apontou suspeitas de conluio entre as empresas que prestam serviços à Prefeitura a partir de sindicância interna feita pela pasta. A decisão da Prefeitura também foi tomada depois de o Ministério Público Estadual (MPE) tornar pública na semana passada a investigação sobre um suposto cartel envolvendo, no mínimo, dez fornecedores de merenda para a rede pública municipal de São Paulo e de pelo outros municípios do Estado.

Enquanto não sai o resultado da nova licitação, as atuais empresas continuarão a prestar serviços ao Município. O contrato das empresas com a Prefeitura se encerra em julho. A administração municipal estima que, na melhor das hipóteses, as novas empresas devem ser contratadas em 90 dias. Nesse caso, a Prefeitura vai romper o atual contrato e iniciar os serviços com os novos fornecedores imediatamente. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG