LOS ANGELES (Reuters) - O rapper Kanye West foi detido no Aeroporto Internacional de Los Angeles, nesta quinta-feira, depois de envolver-se numa briga com fotógrafos, e a expectativa é que ele seja acusado de vandalismo, disse um representante do aeroporto. O guarda-costas do rapper também foi preso, depois de agarrar a câmera e a máquina fotográfica de um fotógrafo e os atirar no chão, disse o site de celebridades TMZ.com, cujo cinegrafista esteve envolvido no incidente.

O porta-voz do aeroporto de Los Angeles Alberto Rodriguez disse que West, de 31 anos, e seu guarda-costas se encontram sob custódia policial e devem ser fichados ainda hoje por acusação de vandalismo criminal. O guarda-costas também enfrenta acusações de agressão.

Rodriguez disse que Kanye West foi preso por volta das 8h00 locais (12h de Brasília) diante da área de revista de segurança dos passageiros.

A TMZ, que filmou boa parte do incidente, disse que West atacou um fotógrafo e agarrou sua máquina fotográfica.

Seguiu-se uma briga, e West teria pego a máquina e a jogado ao chão.

Seu guarda-costas então mandou o cinegrafista da TMZ parar de filmar e entregar sua câmera. 'Ele agarrou a câmera, arrancou o microfone e visor e a atirou no chão', diz o relato divulgado no site TMZ.

Rapper e produtor de discos que já foi nove vezes premiado com o Grammy, Kanye West apresentou-se no MTV Music Video Awards no domingo, em Los Angeles, cantando sua canção nova 'Love Lockdown'.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.