Justiça quer acompanhar obras em aeroportos

MPF instaura inquérito para apurar situação de reformas realizadas para a Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016

iG São Paulo |

A Justiça instaurou, na segunda-feira (23), inquérito para acompanhar a atuação da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) nas licitações e contratações feitas para as reformas nos aeroportos brasileiros.

A determinação tem como objetivo acompanhar as obras de melhorias realizadas para a Copa do Mundo de 2014 e para as Olimpíadas de 2016, e garantir melhores práticas administrativas nos aeroportos das cidades que receberão os eventos.

O Ministério Público Federal também solicitou à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informações sobre obras já autorizadas e eventuais atrasos ocorridos, além de cópia de projeções e estudos da agência sobre a necessidade de acréscimo de infraestrutura aeroportuária no Brasil.

As empresas de aviação civil também poderão se manifestar sobre os problemas de infraestrutura enfrentados atualmente e previstos para os futuros eventos esportivos. Foram enviados ofícios a Tam, Gol, Avianca, Azul, Passaredo, Trip e Webjet.

A Anac e a Infraero têm 15 dias para enviar as informações solicitadas pelo Órgão, e segundo o Procurador Paulo José Rocha Junior, responsável pelo inquerito, caso as Agências não respeitem a determinação da justiça o Ministério Público pode entrar com ação penal ou de improbidade administrativa.

"É preciso primeiro saber o motivo deles não cumprirem o prazo. Algumas vezes, a própria demandada não possui alguns dados, nesse caso podemos avaliar uma prorrogação do prazo", afirma o Procurador.

    Leia tudo sobre: inquéritoaeroportosjustiçaministériocopaolimpíadas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG