Justiça prorroga prisão de filho da governadora do Rio Grande do Norte

O juiz federal Mário Azevedo Jambo, da 2ª Vara Federal do Rio Grande do Norte, acatou pedido da Polícia Federal e prorrogou a prisão temporária de seis dos envolvidos na Operação Hígia, da PF. As prisões temporárias terminariam ontem à noite.

Agência Estado |

Com a decisão, permanecerão presos por mais cinco dias o assessor parlamentar e filho da governadora do Rio Grande do Norte, Lauro Maia; a procuradora do Estado, Rosa Caldas; a diretora da Secretaria Estadual da Saúde, Maria Eleonora Lopes Castim; o secretário-adjunto de Esportes e Lazer do Estado, João Henrique Lins Bahia; e de dois empresários.

A Operação Hígia investiga um suposto esquema de desvio de verbas públicas, para firmar e prorrogar contratos na área de limpeza hospitalar e locação de mão-de-obra no Rio Grande do Norte. O juiz Federal Mário Azevedo Jambo foi o responsável pela decretação de 13 prisões temporárias e 42 mandados de busca e apreensão cumpridos pela PF.

    Leia tudo sobre: pf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG