Justiça ouve testemunhas de acusação do deputado Natalino Guimarães

RIO DE JANEIRO ¿ Cinco testemunhas de acusação do caso do deputado estadual Natalino Guimarães e do vereador Jerônimo Guimarães, o Jerominho, prestaram depoimento nesta quinta-feira à Justiça. Os réus são acusados por formação de quadrilha e envolvimento com milícias na zona Oeste do Rio.

Redação |

Em seu depoimento, o Coronel Cony, ex-comandante do Regimento da Polícia Montada (RPMont), disse que uma das suas missões, por orientação do então secretário de segurança, Marcelo Itagiba, foi combater o transporte irregular remunerado em Campo Grande.

Cony afirmou que, em razão de sua atuação, recebeu ameaças, segundo quatro registros feitos pelo disque-denúncia. De acordo com as denúncias, ele seria morto por meio de um carro da polícia que, aparentemente, tentaria socorrê-lo em uma ação.

O policial comentou ainda que, a pedido do então governador Anthony Garotinho, ele teria recebido Jerominho e Natalino. No encontro, eles deixaram bem claro que eram os políticos da área.

Veja também:

Leia mais sobre: milícias no Rio


    Leia tudo sobre: milíciamilíciasrio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG