Justiça nega soltura a ex-secretário preso por pedofilia

A Justiça de São Paulo negou hoje o pedido de relaxamento de prisão feito pelo advogado do ex-secretário de Administração de Sorocaba, detido no sábado ao ser flagrado dentro da suíte de um motel em companhia de três meninas. O ex-secretário foi autuado por submeter, induzir ou atrair à prostituição menores de 18 anos.

Agência Estado |

Se condenado, ele poderá pegar de quatro a dez anos de prisão.

O flagrante ocorreu em um motel no quilômetro 28 da Rodovia do Açúcar. As adolescentes, com idades entre 14 e 15 anos, contaram que receberiam cada uma R$ 100 para fazer sexo com o ex-secretário. Ele foi preso por agentes da Divisão de Crimes Contra o Patrimônio, do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG