Justiça liberta diretor-executivo da PF preso ontem

A Polícia Federal informou hoje que o diretor-executivo afastado da PF Romero Menezes foi solto na madrugada de hoje, às 24h48, depois que a prisão foi revogada pela Justiça Federal. Menezes foi preso ontem pelo diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa, sob a acusação de ter vazado informações sigilosas da operação Toque de Midas.

Agência Estado |

A Operação Toque de Midas investigou supostos indícios de fraude em licitação para beneficiar uma empresa de Eike Batista. Além da denúncia, Menezes é acusado de supostamente se valer do cargo para conseguir contratos para uma empresa de segurança e serviços do irmão dele, José Gomes de Menezes Júnior.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG