Justiça julga dois por morte de ex-diretor do Carandiru

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) julga hoje dois homens acusados de assassinar José Ismael Pedrosa, ex-diretor da Casa de Detenção de São Paulo. A vítima foi morta em outubro de 2005, em Taubaté, no interior do Estado.

Agência Estado |

Segundo investigação da polícia, o assassinato teria sido encomendado pelo Primeiro Comando da Capital (PCC).

Segundo o TJ-SP, o julgamento de Marcos Silva e Elias Santos Nascimento começou por volta das 9h30 e deve terminar no começo da noite. Um terceiro réu ainda será julgado.

    Leia tudo sobre: carandiru

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG