Justiça Eleitoral notifica Crivella por nova propaganda

O senador Marcelo Crivella, pré-candidato à Prefeitura do Rio de Janeiro, foi notificado hoje pela Justiça Eleitoral da abertura de mais um procedimento para apuração de crime eleitoral por propaganda antes do tempo permitido pela lei. A revista Roteiro do Poder publicou informe publicitário sobre as obras do Projeto Cimento Social, no Morro da Providência, no centro da capital fluminense.

Agência Estado |

A peça publicitária, de duas páginas, atribui ao senador a criação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em três favelas do Rio.

A notificação foi assinada pelo coordenador da fiscalização de propaganda no Estado, o juiz Luiz Márcio Pereira. Crivella tem 48 horas para apresentar suas explicações. A revista também seria notificada. Ainda hoje, vence o prazo para que Crivella apresente sua defesa em outro procedimento aberto no Tribunal Regional Eleitora (TRE) em que é investigado pelo uso político das obras na Providência.

Na terça-feira, a Justiça Eleitoral embargou as obras do Cimento Social, no Morro da Providência. O juiz Fábio Uchôa considerou que a obra tem cunho eleitoral e beneficia Crivella, autor do projeto. Na decisão, o juiz faz referência a panfletos distribuídos por militantes do senador com fotos dele sobrepostas às imagens das obras na favela. Também foram consideradas evidências do uso eleitoral páginas de Crivella na internet fazendo referência ao projeto Cimento Social.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG