viúva da Mega-Sena - Brasil - iG" /

Justiça do Rio revoga prisão preventiva de viúva da Mega-Sena

A Justiça do Rio de Janeiro revogou nesta quarta-feira o pedido de prisão preventiva de Adriana Almeida, conhecida como a ¿viúva da Mega-Sena¿, decretado neste sábado. Adriana é acusada de ter participado da morte do marido, o milionário Renné Senna, em janeiro de 2007.

Bruno Rico, iG São Paulo |

De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio, a ré se apresentou nesta quarta-feira ao juízo e informou, por meio de petição apresentada pelo seu advogado, mais dois endereços onde poderá ser localizada. O pedido de prisão preventiva sustentava-se sobre o fato de a Justiça não estar encontrando a ré.

Ganhador de R$ 51,8 milhões da Mega-Sena em 2005, René foi morto com quatro tiros na cabeça no dia sete de janeiro de 2007, em um bar. Adriana Almeida é apontada pelo Ministério Público como a mandante do crime.

O pedido de prisão preventiva havia sido decretado pela a juíza Roberta dos Santos Braga Costa, da 2ª vara de Rio Bonito, na Baixada Litorânea do Rio, e foi revogado pelo juiz Marcelo Chaves Espindola, em exercício na mesma Vara.

Relembre o crime

Ganhador de R$ 51,8 milhões da Mega-Sena em 2005, René Senna foi morto a tiros ao ser surpreendido quando tomava cerveja em um bar, na localidade de Lavras, no município de Rio Bonito. O milionário estava com amigos, quando dois homens chegaram numa motocicleta e dispararam contra ele. A cabeça foi atingida por quatro tiros.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, Adriana teria oferecido recompensa a cinco pessoas para que planejassem e executassem o crime. Entre os motivos, seria o de que ela sabia que Senna pretendia terminar o relacionamento e excluí-la do testamento.

Por causa da diabetes, René Senna tinha as duas pernas amputadas. Antes de virar milionário, ele vendia doces na beira da estrada. Em 2005, ganhou sozinho o prêmio da Mega-Sena. Casou-se, então, com Adriana, que é ex-cabeleireira e teria passado a cuidar das finanças do casal. Ela o mantinha afastado da família, acusam amigos e parentes.

Leia mais sobre: René Senna

    Leia tudo sobre: adriana almeidamega-senaviúva

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG