Um tribunal de Malauí, que deveria se pronunciar sobre a adoção pela cantora Madonna de um menino nascido no país, adiou a decisão para a próxima semana, anunciou o advogado da artista.

O juiz do tribunal de Lilongue, Andrew Nyirenda, deveria a princípio anunciar sua decisão esta quinta-feira em uma audiência a portas fechadas.

"A decisão será tomada na próxima semana", declarou o advogado Alan Chinula à imprensa.

"Todos os elementos foram apresentados ao tribunal hoje e o representante dos serviços sociais também entregou seu relatório", disse.

"O tribunal os considerou favoráveis e tenho a esperança de que a decisão também seja favorável", completou o advogado da cantora.

O processo de adoção por parte de Madonna e seu marido, o cineasta britânico Guy Ritchie, do pequeno David, atualmente com três anos, teve início há 18 meses.

Em um relatório da assistência social entregue aos juízes, o ministério das Mulheres e da Criança recomendou que a custódia temporária de David, inicialmente concedida por 18 meses a Madonna, seja transformada em adoção plena.

O pai biológico da criança, morador da região central de Mchinji, perto da fronteira com Zâmbia, concordou com a adoção para que o filho deixasse a miséria.

fm/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.