Justiça determina despejo de clínica de Abdelmassih

SÃO PAULO - A 28ª Vara Cível da capital determinou ontem o despejo por falta de pagamento da Clínica de Andrologia de São Paulo, de propriedade do médico Roger Abdelmassih. O especialista em reprodução assistida está preso desde 17 agosto sob a acusação de estupro. Desde então, a clínica passou a ser administrada pelo filho dele, Vicente Ghilardi Abdelmassih.

Agência Estado |

O casarão onde funciona a clínica, na esquina da Avenida Brasil com a Rua Argentina, foi alugado há sete anos. Dias antes de ser preso, Abdelmassih procurou os proprietários para pedir uma redução de R$ 10 mil no valor do aluguel. Alegava dificuldades financeiras, resultado das denúncias de abuso sexual feitas por ex-pacientes. No dia em que foi capturado, o médico tinha agendada uma reunião com uma das proprietárias para discutir a questão.


Abdelmassih é retirado de sua clínica por policiais/AE

Nos meses seguintes à prisão de Abdelmassih, os proprietários notaram sucessivos atrasos no pagamento do aluguel. Teriam tentado conversar e marcar encontros com Vicente e o grupo de médicos que administra a clínica, mas havia um mês que não eram mais recebidos. Decidiram então ingressar com ação na Justiça. Os três donos do imóvel, conforme dados do Tribunal de Justiça, são Jorge Zugaib, Maria Eurides Zugaib e a MZ Agropastoril E Comércio Ltda.

O processo, subscrito pela advogada Maria Cecília da Silva Scuracchio, deu entrada no Fórum Cível João Mendes no dia 12. No despacho, o juiz determina que os réus sejam citados para apresentarem contestação. Procurado ontem à noite, o filho de Abdelmassih não foi localizado nem em sua residência nem no celular. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Leia mais sobre Abdelmassih

    Leia tudo sobre: médicoroger abdelmassih

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG