aloprado do PT - Brasil - iG" /

Justiça decreta prisão preventiva de aloprado do PT

O juiz federal da 1ª Vara da Justiça Federal de Mato Grosso, Sebastião Julier da Silva, determinou a prisão preventiva do aloprado Valdebran Padilha e do seu irmão Waldemir, presos na Operação Hygéia da Polícia Federal (PF) que investigou o esquema de fraudes na Fundação Nacional de Saúde (Funasa). O Ministério Público Federal (MPF) havia pedido a transformação da prisão temporária em prisão preventiva de 15 acusados dos 26 presos.

Agência Estado |


Além dos irmãos Padilha, a Justiça determinou ainda a prisão preventiva de mais dez pessoas, entre elas os presidentes das duas Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscips) Creatio e Idheas, do tesoureiro do PMDB, Carlos Miranda e do assessor e sobrinho do deputado federal Carlos Bezerra, José Luiz Bezerra.

Os irmãos Padilha são acusados de envolvimento num suposto esquema de desvio de verbas da Funasa e dos Ministérios das Cidades e da Saúde que teria, segundo a PF, provocado um rombo que pode chegar a R$ 200 milhões. Os dois constam no inquérito da PF como "beneficiários de contratos e licitações fraudadas com a Funasa e prefeitura de Santo Antonio do Leverger onde muitas obras teriam sido pagas e não executadas".

Valdebran ficou conhecido depois que tentou vender, em 2006, um suposto dossiê contra o PSDB e contra o então candidato ao governo de São Paulo, José Serra, e ao ex-candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin. Na época, os petistas envolvidos no caso foram chamados pelo presidente Lula de "aloprados".

Além dos irmãos Padilha, também foram transformadas em preventivas as prisões provisórias dos presidente do Instituto Creatio e da organização Idheas, além dos integrantes do diretório estadual do PMDB, o tesoureiro Carlos Miranda, secretário-geral Rafael Melo Bastos e José Luiz Gomes Bezerra. O grupo formaria o núcleo intelectual do esquema.

Leia mais sobre Valdebran Padilha .

    Leia tudo sobre: polícia federal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG