Justiça decide hoje se liberta Marcos Valério

SÃO PAULO - O publicitário Marcos Valério, suspeito de ser o operador do mensalão, enfrenta nesta terça-feira importante duelo para tentar sair da prisão: o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) deve julgar pedido de habeas-corpus apresentado por seus advogados.

Agência Estado |

OBrito News
Valério é réu em ação penal da Operação Avalanche, investigação da Polícia Federal (PF) sobre suposto esquema para desmoralizar dois fiscais da Fazenda estadual de São Paulo que autuaram em R$ 105 milhões uma cervejaria cujo presidente é amigo do publicitário.

Preso há 93 dias, desde 10 de outubro, ele ocupa uma cela na Penitenciária II de Tremembé (SP), sob acusação formal de integrar um núcleo de espionagem de organização criminosa que também teria outras duas ramificações, uma para golpes de extorsão contra empresários em débito com o Fisco e outra para a prática de fraudes financeiras.

O pedido de habeas-corpus está nas mãos do desembargador Luiz Stefanini, da 1ª Turma do TRF. Cabe a ele decidir se leva ou não a julgamento a solicitação da defesa de Valério. Se o empresário perder no TRF, seus defensores, os criminalistas Antonio Claudio Mariz de Oliveira e Marcelo Leonardo, vão recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao Supremo Tribunal Federal (STF), sucessivamente. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Leia mais sobre: Marcos Valério

    Leia tudo sobre: marcos valério

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG