Justiça condena suposto membro do PCC em Araraquara

O preso Leandro de Oliveira Wetterich, 26 anos, que seria integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC), foi condenado ontem, pelo Tribunal do Júri de Araraquara, a 34 anos de prisão, por ter matado a tiros na própria cidade, o agente penitenciário João Francisco Fernandes, em 13 de maio de 2006, em meio aos ataques. O agente estava de folga e foi atingido com sete tiros na cabeça, peito e barriga enquanto trabalhava no carrinho de lanches.

Agência Estado |

Foram 30 anos de prisão por homicídio com agravante de motivo fútil e sem defesa para a vitima e mais quatro anos por porte ilegal de arma. Para o promotor Herivelton de Almeida o agente morreu simplesmente porque desempenhava uma função pública que desagradava a facção. A escolha teria sido aleatória.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG