A empresa Google Brasil, administradora da rede de relacionamentos Orkut, pagará indenização de R$ 10 mil por danos morais a um usuário que descobriu na comunidade um falso perfil em que ele era citado como homossexual. O estudante, que não teve o nome divulgado, pediu a retirada do perfil da rede e reivindicou a indenização porque a empresa permitiu que a página fosse criada com imagens e mensagens pejorativas, que desrespeitam a vida privada .

O Google Brasil, que alegou não dispor de informações sobre a identidade e o endereço IP (protocolo usado por máquinas em rede) do verdadeiro culpado, excluiu a página por força de liminar concedida pelo juiz da 5ª Vara Cível de Uberaba, Timóteo Yagura. Para o relator do recurso, desembargador Saldanha da Fonseca, cabe à empresa pagar a indenização porque ela facultou ao agressor a possibilidade de prejudicar a vítima.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.