Justiça condena a 21 anos assassino de menino no RS

O Tribunal do Júri de Soledade, a 216 quilômetros de Porto Alegre, condenou hoje Adriano Silva pela morte do menino Douglas de Oliveira Hass, de 10 anos. Douglas foi estrangulado em 19 de abril de 2003, em Soledade.

Agência Estado |

A juíza Mariana Costa Gama Nunes de Oliveira, que presidiu o julgamento na 1ª Vara da cidade, determinou pena de prisão de 21 anos e 5 meses por homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver.

Esta foi a sétima condenação de Silva, que foi preso em janeiro de 2004. Ele confessou 12 homicídios, mas foi denunciado por oito crimes contra garotos e um dos processos ainda aguarda julgamento em Lagoa Vermelha (RS). Somadas, as sentenças que recebeu chegam a 171 anos. Silva aproximava-se de menores que viviam nas ruas trabalhando como vendedores de rapaduras, artesanato ou engraxando sapatos, oferecendo um "bom negócio" ou presentes, desde que o acompanhassem a outro lugar. No caminho, usava o treinamento em artes marciais para dar um golpe, desacordando a vítima, e, depois, matava por asfixia. Ele cumpre pena na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (RS).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG