O juiz Eduardo Furian Pontes, da 1ª Vara Cível da Comarca de São Gabriel, concedeu, no início da noite de ontem, o mandado de reintegração de posse da Fazenda Southal, ocupada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) pela manhã. Ele deu prazo até às 10 horas de sexta-feira para os 700 integrantes do MST deixarem a propriedade.

Esta é a segunda vez que a Fazenda Southal, a 12 quilômetros de São Gabriel, é ocupada. O MST exige sua desapropriação para o assentamento de mil famílias, negociado com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), no início do ano. A área está cercada por 150 policiais militares. Conforme o comandante da operação, coronel Lauro Biensfeld, só haverá a presença do Batalhão de Operações Especiais (BOE), se os manifestantes se recusarem a cumprir a determinação da Justiça dentro do prazo.

Cerca de 200 produtores rurais estão acampados na fazenda Campestre, a 4 quilômetros da Southal. Conforme o presidente do Sindicato Rural de São Gabriel, Tarso Teixeira, eles estão prontos para resistir, impedindo novas invasões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.