RIO DE JANEIRO - O Tribunal Regional Federal da 2ª Região cassou nesta sexta-feira a liminar que prorrogava as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A medida havia sido concedida pela http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/08/20/justica+federal+determina+que+inscricoes+do+enem+sejam+reabertas+7996961.html target=_blankJustiça Federal do Rio de Janeiro para reabrir o prazo das inscrições para a prova, encerrado em 19 de julho.

O pedido foi feito pelo Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF-RJ), que entendeu que o organizador do exame, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep) não poderia ter exigido o CPF dos candidatos no ato da inscrição. No entendimento do MPF, os participantes do Enem estão na faixa etária média entre 15 e 17 anos e não teriam obrigação legal de possuir o documento.

O prazo para fazer inscrições no Enem 2009 havia terminado no dia 19 de julho. No ato da inscrição, o interessado era obrigado a informar o número da carteira de identidade e do CPF. As provas serão realizadas nos dias de 3 e 4 de outubro em 1.619 cidades.

Este ano, as inscrições já haviam sido prorrogadas um vez. O prazo final para se inscrever era até o dia 17 de julho, mas o Ministério da Educação prorrogou o prazo até o dia 19 por conta do grande volume de acessos ao site. Cerca de 4,5 milhões de estudantes se inscreveram para participar do Enem.

A partir de 2009, o exame é requisito para a entrada em 40 universidades federais e a disputa por uma bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni).

Leia mais sobre: Enem

    Leia tudo sobre: enem
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.