Justiça abre processo contra bispos da Renascer por evasão de divisas" / Justiça abre processo contra bispos da Renascer por evasão de divisas" /

Justiça bloqueia bens da Fundação Renascer

SÃO PAULO - A juíza Fernanda Souza Hutzler, da 20ª Vara Federal Cível de São Paulo, decretou a indisponibilidade dos bens móveis e imóveis da Fundação Renascer e do deputado estadual José Antonio Bruno, bispo da fundação. Eles terão que devolver aos cofres públicos o valor de R$ 1.923.173,95 recebidos do Governo Federal, em 2003 e 2004, para implementar dois convênios de alfabetização de jovens e adultos do programa Brasil Alfabetizado. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/01/30/justica_abre_processo_contra_bispos_da_renascer_por_evasao_de_divisas_1171702.html target=_blankJustiça abre processo contra bispos da Renascer por evasão de divisas

Redação |

O Ministério Público Federal, a Controladoria Geral da União e auditores do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação concluíram que a Fundação Renascer, na época presidida pelo bispo José Bruno, não prestou contas adequadamente sobre como gastou os recursos de ambos os convênios de alfabetização. Segundo os convênios, a Fundação Renascer deveria ter alfabetizado 23 mil pessoas.

Na prestação de contas feita ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) pelos réus nenhuma das despesas foi comprovada com notas fiscais. Além disso, a lista de alfabetizadores fornecida pela Renascer não informa dados básicos que permitam checar informações, como CPF, RG, endereço ou, o Estado onde os educadores prestaram seus serviços.

Além da devolução dos valores, o bispo Bruno poderá perder o mandado de deputado estadual ou outra função pública que vier a exercer, além de outras punições previstas no artigo 12 da lei de improbidade, como a proibição de contratar com o poder público.

Leia mais sobre: Fundação Renascer

    Leia tudo sobre: renascer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG