SÃO PAULO (Reuters) - O Tribunal Regional Federal (TRF) da 1a Região, em Brasília, anulou nesta terça-feira a absolvição dos dois pilotos norte-americanos do jato Legacy que se chocou com um avião da Gol em setembro de 2006, deixando 154 mortos. A absolvição havia sido determinada por um juiz de Sinop, no Mato Grosso, num julgamento em dezembro de 2008. Os pilotos Joseph Lepore e Jean Paul Paladino são acusados de negligência após o choque do Legacy com a aeronave da Gol.

Segundo o desembargador Cândido Ribeiro, relator do caso, há necessidade de se levantar mais provas, ouvir mais testemunhas e investigar-se mais profundamente o caso, informou o TRF.

Com a anulação da absolvição, o processo retorna para a primeira instância. Os advogados dos pilotos podem recorrer da decisão do TRF.

Os norte-americanos comandavam o jato Legacy que colidiu no ar com uma aeronave da Gol em 29 de setembro de 2006. O avião comercial caiu no norte de Mato Grosso, matando todos os 154 ocupantes. Os pilotos do jato executivo conseguiram pousar com segurança em uma base aérea no Pará.

(Por Hugo Bachega)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.