Justiça amplia multa a secretário do Rio por dengue

RIO DE JANEIRO - A juíza da 18ª Vara Federal, Regina Coeli Medeiros de Carvalho, ampliou a multa aplicada ao secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Jacob Kligerman, pelo descumprimento da decisão judicial que determinava a abertura dos postos de saúde durante 24 horas por dia, inclusive nos finais de semana. O valor da multa, fixado em R$ 10 mil, passa a ser aplicado por semana, até o fim da epidemia. Ontem, a Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil confirmou o aumento para 106 do número de mortes por dengue no Rio.

Redação com Agência Estado |

  • Veja os sintomas, o diagnóstico e o quadro clínico da dengue
  • Saiba como agir e o que evitar em caso de suspeita da doença
  • Conheça o Aedes aegypti  e saiba como combater o mosquito


    O Governo do Estado do Rio de Janeiro também foi intimado a fornecer a segurança necessária para que os postos funcionem no horário noturno. Na decisão, a juíza da 18ª Vara Federal lembrou que, há dois anos, se as autoridades tivessem cumprido a decisão judicial da própria magistrada no sentido de contratar agentes para combate e prevenção da doença, a epidemia poderia ter sido evitada.

    106 mortes

    O último balanço da Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil divulgado na noite desta quarta-feira confirmou 106 mortes por dengue no estado do Rio. Outros 114 óbitos ainda estão sendo investigados. Segundo o relatório, 42% das mortes confirmadas são de crianças e jovens de até 15 anos.

    Essa é a maior epidemia já enfrentada pelos fluminenses. Ao todo, foram registrados este ano 131.238 casos da doença, sendo que 56% deles na cidade do Rio. O mês de março foi o mais crítico durante a epidemia de dengue. Segundo os números divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde, o estado registrou 17.507 casos em janeiro, 23.698 em fevereiro, 65.025 em março, 24.862 em abril e 146 em maio.

    De acordo com o órgão, o número de casos começa a diminuir por causa da queda da temperatura. Em decorrência disso, o Centro de Hidratação do Méier, na zona Norte do Rio, será desativado amanhã no final da tarde. A decisão de fechar a unidade deve-se ao baixo movimento no local. O número de pacientes atendidos, que chegou a 120 por dia, caiu pela metade. Durante a noite, já não há mais procura. As pessoas com dengue que eram encaminhadas para lá serão levadas em vans para o Centro de Hidratação da Penha, na Praça Ari Barroso.

    • Leia tudo sobre: denguerio

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG