Justiça adia votação de habeas corpus de Abdelmassih

O Tribunal de Justiça de São Paulo adiou pela segunda vez o julgamento do pedido de habeas corpus do médico Roger Abdelmassih. Na semana passada, a decisão havia sido postergada para ontem.

Agência Estado |

De acordo com o TJ-SP, essa medida é usada quando o desembargador precisa de mais tempo para analisar o caso. Anteontem, a juíza Kenarik Felippe, da 16ª Vara Criminal do Fórum da Barra Funda negou o pedido de reconsideração da prisão de Abdelmassih. Ele é acusado de ter violentado 56 mulheres, a maioria ex-pacientes de sua clínica de fertilização.

O pedido havia sido feito pelo advogado do médico, José Luiz Oliveira Lima. A Justiça não aceitou a alegação de que Abdelmassih não representaria risco já que ele teve o registro profissional suspenso pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp).

Abdelmassih está preso desde 17 de agosto. No dia 25 do mesmo mês, ele foi transferido para a Penitenciária de Tremembé, no interior do Estado. Antes, ele estava detido no 40º Distrito Policial (DP), na Vila Santa Maria, na zona norte da cidade. No dia 2 de setembro, a Câmara Municipal de São Paulo cassou o título de Cidadão Paulistano concedido ao médico em 2002.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG