Justiça aceita denúncia contra Lindemberg e pai de Eloá

O juiz José Carlos de França Carvalho Neto, da Vara do Júri de Santo André, acolheu hoje a denúncia apresentada pelo promotor de Justiça Antonio Nobre Folgado contra Lindemberg Alves Fernandes, de 22 anos, e Everaldo Pereira dos Santos, pai de Eloá Cristina Pimentel. O recebimento foi confirmado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP).

Agência Estado |

Entre os dias 13 e 17 deste mês, Lindemberg manteve refém a ex-namorada, Eloá, e a amiga dela, Nayara Rodrigues da Silva, num apartamento no Jardim Santo André, no ABC paulista.

O caso terminou com a morte de Eloá, baleada duas vezes, sendo uma na cabeça. Por esse crime, Fernandes é acusado de homicídio duplamente qualificado - motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima. Por ter alvejado Nayara, o rapaz foi denunciado por tentativa de homicídio duplamente qualificado. Há, ainda, a acusação de tentativa de homicídio qualificado pelo disparo feito por ele contra o sargento da Polícia Militar Atos Antonio Valeriano, durante a invasão do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate).

Segundo o Ministério Público, Fernandes também foi denunciado quatro vezes por disparo de arma de fogo e cinco vezes por cárcere privado - duas vezes em relação a Nayara e as demais referentes a Eloá, e aos garotos Victor e Iago, libertados no primeiro dia do seqüestro. O promotor denunciou Everaldo por posse de arma com numeração raspada e falsidade ideológica em documento público. O pai de Eloá mantinha uma espingarda calibre 12 e usava o nome falso de Aldo José da Silva, uma vez que é procurado pela polícia em Alagoas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG