Juros sobem pela sétima vez consecutiva, aponta associação

SÃO PAULO - As taxas médias dos juros cobrados nas operações de crédito - realizadas por consumidores e empresas - subiram, pelo sétimo mês seguido, em julho. Levantamento divulgado nesta terça-feira, pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac), apontou que a média dos juros cobrados de pessoas físicas aumentou 0,02 ponto percentual na compração com o mês anterior, atingindo 7,35% ao mês, ou 134,22% ao ano.

Agência Brasil |

O aumento, em pontos percentuais, foi o mesmo para as pessoas jurídicas. Para as empresas, a média dos juros ficou em 4,23%, ou 64,40% ao ano.

Em entrevista, o vice-presidente da Anefac e coordenador do estudo, Miguel de Oliveira, disse que o aumento nos juros registrado em julho, assim como os aumentos verificados desde janeiro, foram causados pelas altas da taxa Selic promovidas pelo Conselho Monetário Nacional (Copom).

No mês passado, o Copom elevou a taxa básica de juros de 12,25% para 13% ao ano, 0,75 ponto percentual na taxa anual ou 0,06 na taxa mensal.

"As taxas oferecidas pelas instituições financeiras acompanham a Selic", disse Oliveira. "Neste mês, não subiram 0,06 ponto percentual porque o aumento da taxa básica de juros foi decidido no final do mês. Ainda não deu tempo para que todos os bancos repassem a alta", avaliou.

Segundo Oliveira, a tendência de alta nas taxas de juros deve se manter até o final do ano. "O Copom já sinalizou que deve continuar aumentando a Selic. Os juros só caírão a partir do momento que as altam pararem."

    Leia tudo sobre: copomjuros

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG