Um jurista ficará de plantão na sala de edição da Bandeirantes, dividindo espaço com diretores e editores que de lá comandam as cenas do estúdio, na próxima quinta-feira, durante o primeiro debate eleitoral da temporada. O advogado fará parte de um comitê ali presente justamente para definir, por exemplo, quem tem razão em solicitar direito de resposta.

"Qualquer ofensa pessoal pode produzir um direito de resposta", assegura o diretor nacional de jornalismo da Band, Fernando Mitre.

A mediação do debate em São Paulo será de Boris Casoy, recordista no quesito de cenas memoráveis em debates pré-eleitorais. Também da Band, os jornalistas Fernando Vieira de Mello Filho e José Paulo de Andrade farão perguntas no quarto e penúltimo bloco do programa.

No mesmo horário, a Band realizará debates também em Belo Horizonte, Porto Alegre e Salvador. Até sexta-feira passada, o encontro no Rio ainda não era certo - havia discordância no grupo de candidatos sobre os critérios que excluem os nanicos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.