Julgamento de Jorge Farah pode terminar hoje à noite

SÃO PAULO - O julgamento do médico Farah Jorge Farah poderá terminar na noite desta quinta-feira. Ele é acusado de ter assassinado uma paciente, Maria do Carmo Alves, que seria sua amante, em janeiro de 2003. Ele esquartejou o corpo da vítima, após matá-la. Os trabalhos desta quinta-feira, terceiro dia do julgamento, já começaram. A previsão é de que hoje aconteçam os debates entre defesa e acusação.

Agência Estado |

Até agora, para o promotor Alexandre Pereira, os depoimentos das ex-pacientes foram chocantes e mostraram que "jamais poderia se imaginar que, por trás daquela fachada de homem aparentemente bom, honesto e trabalhador, se escondia um pervertido que se aproveitava de sua condição de médico para abusar de suas pacientes".

A grande incógnita da decisão do júri de hoje é o peso que as cinco mulheres e os dois homens darão para o esquartejamento da vítima no julgamento do homicídio.

Se Farah não tivesse dissecado Maria do Carmo, a defesa estaria numa posição confortável para brigar pela absolvição. No entanto, as imagens do corpo esquartejado devem pesar muito na comparação com os depoimentos, que favorecem a defesa.

Leia também:

Leia mais sobre: Farah Jorge Farah

    Leia tudo sobre: julgamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG