SÃO PAULO ¿ A juíza Luciana Piozesan ouve, a partir das 13h desta quinta-feira, testemunhas do caso do ex-jogador de futebol Janken Evangelista, acusado de ter matado a ex-mulher, Ana Cláudia Melo da Silva, no dia 22 de março. As informações são do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP).

Segundo o TJ, serão oito testemunhas de acusação e oito de defesa. Janken também deve estar presente e ser interrogado na condição de réu. Os depoimentos acontecem no Fórum da Barra Funda.

Dependendo do andamento, a juíza pode decidir hoje se Janken será denunciado por homicídio doloso.

Segundo a polícia, o ex-jogador de futebol confessou que matou a ex-mulher por ciúmes de um outro jogador . Janken teria, ainda, fugido com o filho do casal após matar Ana Cláudia. Ele ficou foragido durante dias e acabou sendo encontrado nas proximidades da casa da mãe, no sul da Bahia.

Leia mais sobre: crimes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.