Juíza determina quebra de sigilo de casal Garotinho e 86 envolvidos em desvios

A juíza Mirella Letízia Guimarães Vizzini, da 3ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Rio, determinou nesta quinta-feira a quebra do sigilo bancário e o bloqueio de valores depositados nas contas dos ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho e de outras 86 pessoas denunciadas por improbidade administrativa pelo Ministério Público estadual. A juíza acatou o pedido do MP, que denunciou o grupo por ato de improbidade administrativa.

iG Rio de Janeiro |


O casal Garotinho e os outros 86 denunciados são acusados de operar um esquema de desvio de verbas públicas por meio de ONGs e empresas de fachadas. Entre os denunciados está a atriz Deborah Secco, filha do empresário Ricardo Secco, investigado pelas relações com a família Garotinho.

Estimando em R$ 58 milhões os prejuízos causados aos cofres públicos, o MP pediu ainda a condenação dos réus ao ressarcimento integral do dano ao patrimônio público. Requer ainda a suspensão dos direitos políticos e pagamento de multa civil, entre outras punições.

    Leia tudo sobre: garotinhominstério públicorio de janeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG