Juiz suspeito de estelionato é afastado no Rio

O juiz titular da 1.ª Vara Federal de Barra do Piraí, Washington Juarez de Brito Filho, foi afastado do cargo por 12 meses, na noite de ontem, em sessão secreta do pleno do Tribunal Regional Federal (TRF) da 2.

Agência Estado |

ª Região - Rio e Espírito Santo. Ele responderá a dois processos administrativos instaurados ontem pelo plenário do TRF. Brito Filho é um dos quatro juízes federais denunciados em dezembro passado, junto com o desembargador federal Ricardo Regueira, pelos supostos crimes de estelionato, peculato e formação de quadrilha junto ao Superior Tribunal de Justiça.

Os processos administrativos abertos ontem não teriam relação com a denúncia feita pela subprocuradora da República Cláudia Sampaio Marques no STJ. Entre outras irregularidades, o juiz afastado foi acusado de ter despachado em autos que não estavam distribuídos à sua Vara. Em pelo menos dois desses processos, havia interesses defendidos pelo escritório de advocacia de José Francisco Franco da Silva Oliveira, um dos acusados na denúncia feita pela subprocuradora Cláudia Marques em dezembro.

Dos três casos apreciados, só houve maioria absoluta para instaurar processo administrativo em dois. Apesar de a sessão ter se estendido até as 21 horas, o tribunal não discutiu um quarto caso, em que o juiz Brito Filho é acusado de liberar irregularmente um navio do Loyde sem as devidas garantias. Uma nova sessão extraordinária para apreciar esses autos foi marcada para 8 de maio.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG