Juiz revoga prisão de viúva de ganhador da Mega Sena

O juiz em exercício da 2ª Vara de Rio Bonito (RJ), Marcelo Chaves Espindola, revogou hoje a prisão preventiva de Adriana Almeida, viúva de Renné Sena, morto em janeiro de 2007 em um bar. A prisão havia sido decretada no último dia 31 porque a ré encontrava-se em local incerto e não sabido.

Agência Estado |

Como ela se apresentou à Justiça e forneceu ainda dois endereços onde pode ser encontrada, a prisão foi revogada.

Adriana é acusada de ser a mandante do assassinato de Renné Senna em 2007, cerca de dois anos depois de ele ganhar R$ 51,8 milhões na Mega Sena.

Recentemente foram condenados como executores do assassinato Anderson Silva de Souza e Ednei Gonçalves Pereira. Ainda aguardam julgamento em liberdade Janaína de Oliveira, amiga de Adriana e mulher de Anderson, Ronaldo Amaral de Oliveira e Marco Antônio Vicente.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG