Juiz nega guarda do filho à atriz Sharon Stone

Los Angeles (EUA.), 24 set (EFE).

EFE |

- A atriz Sharon Stone perdeu um julgamento pela guarda do filho adotado Roan, de oito anos, que continuará morando com o ex-marido da artista, Phil Bronstein, informou hoje a imprensa americana.

Stone, que se divorciou de Bronstein em 2004 após seis anos de casamento, chegou a um acordo com o ex-marido, depois da separação "amigável e mútua", para que a guarda de Roan fosse conjunta.

O juiz determinou que a família em San Francisco (Califórnia) de Bronstein, jornalista do jornal "San Francisco Chronicle", é mais "estável, seguro e consistente", uma decisão que reafirma outra ordem judicial de 2007, na qual concedia a custódia permanente de Roan ao pai.

"A Corte considera que uma mudança não é o melhor para o interesse da criança", afirmam os documentos judiciais sobre Roan, que freqüenta a escola em San Francisco.

"Ela queria que a Corte modificasse a ordem para que seu filho pudesse ir à escola em Los Angeles", disse Marty Singer, advogado de Stone. "Ela achava que o melhor era que estivesse com seus dois filhos mais novos".

A atriz, de 50 anos, que tem mais dois filhos adotivos, mantém o direito a visitas. EFE mg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG