Tamanho do texto

O juiz Leandro de Paula Martins Constant, da 2ª Vara Cível de Rio Claro, determinou a desocupação da Floresta Estadual Edmundo Navarro de Andrade (Feena), o antigo horto florestal do município, invadido no sábado por 100 integrantes da Associação Brasileira do Uso Social da Terra. A liminar de despejo foi dada no final desta tarde em ação de reintegração de posse movida pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), órgão jurídico do governo estadual.

Os sem-terra não tinham sido notificados até o início da noite. Uma chuva forte deixou a estrada de acesso intransitável e a oficial de justiça, encarregada do cumprimento da liminar, não conseguiu chegar ao local em que o grupo está acampado.

Os sem-terra reivindicam 70% da área de 2.230 hectares. A unidade de conservação, administrada pela Fundação Florestal, órgão da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, possui o maior banco genético e de pesquisas com eucaliptos do País.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.