Juiz interroga policial civil acusado de envolvimento com milícia

RIO DE JANEIRO - O juiz Paulo César Vieira de Carvalho Filho ouviu nesta quarta-feira André Luiz da Silva Malvar, acusado de formação de quadrilha e envolvimento com milícias na zona Oeste do Rio. O acusado estava foragido e foi preso no domingo passado, em Ponta Negra, Natal.

Redação |

  • CPI das milícias vai ouvir promotores de Justiça da zona Oeste
  • Durante o interrogatório, André Luiz afirmou que é genro do vereador Jerônimo Guimarães Filho, o Jerominho, e que conhece o deputado estadual Natalino José Guimarães e Nadinho de Rio das Pedras, sendo, este último, da Câmara Municipal. Ele disse ainda que é policial civil há 18 anos, mora em um apartamento de dois quartos alugado na Barra da Tijuca e já trabalhou com compra e venda de carros.

    André admitiu ter sido preso em flagrante por triplo homicídio e tentativa de homicídio em São Pedro da Aldeia e que responde ainda pelo homicídio do inspetor Félix Tostes, no 4º Tribunal do Júri da Capital, no qual já foi pronunciado e tomou ciência. Em seu depoimento, o policial afirmou que havia seis meses estava foragido em Natal, onde esteve em um flat emprestado por um amigo de sua esposa, pelo qual, porém, pagava mil reais por mês.

    Ele também falou que ganha cerca de R$ 1.800,00 líquidos como policial e que sua esposa trabalha na Câmara Municipal, onde tem cargo em comissão e recebe cerca de R$ 7 mil. André explicou, porém, que ela não é lotada no gabinete de seu pai.

    O grupo composto de onze pessoas é suspeito de extorquir dinheiro de moradores e comerciantes da zona Oeste do Rio, em troca de proteção conta ação de criminosos da região, em especial, do bairro de Campo Grande. Os acusados foram denunciados pelo Ministério Público Estadual por formação de quadrilha armada e prática de crimes. A denúncia foi oferecida em 22 de dezembro de 2007 pelo procurador-geral da República, Marfan Vieira, e aceita pela desembargadora Maria Henriqueta Lobo, em 07 de abril deste ano.

    Veja também:

    Leia mais sobre: milícias no Rio


      Leia tudo sobre: milíciamilíciasrio

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG