Policiais federais prenderam no sábado o juiz da 2ª Vara da Justiça Federal em Umuarama (PR), Jail Benites de Azambuja, e o secretário dele. A prisão temporária foi decretada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região em razão do suposto envolvimento deles no atentado realizado contra o juiz Luiz Carlos Canalli, titular da 1ª Vara Federal e diretor do Fórum da Justiça Federal na cidade.

Na madrugada do último dia 19, tiros foram disparados contra a casa e os carros de Canalli. Ninguém ficou ferido.

Segundo a PF, Azambuja foi encontrado em casa, no fim da tarde. No mesmo dia, os agentes o transportaram em um avião do Governo do Estado para Curitiba. Desde de então, ele é mantido no Centro de Operações Especiais da Polícia Civil. O secretário dele, cujo nome a corporação não revelou, foi detido em uma pescaria, à noite, e permanece em Umuarama. Como portava um revólver calibre 38 em situação irregular, ele também foi autuado por porte ilegal de arma.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.