Juiz da BA acusa perita do caso Isabella de mentir

O juiz da 1ª Vara do Júri de Salvador, Cássio Miranda, afirmou hoje que a perita Delma Gama mentiu sobre o medicamento que havia ingerido antes de depor, na sexta-feira passada, sobre o caso Isabella. Delma desmaiou no início da sessão, que acabou sendo suspensa.

Agência Estado |

A perita faz parte da equipe do médico-legista George Sanguinetti, contratado pela defesa do casal Nardoni, que apresentou parecer contestando o laudo do Instituto de Criminalística de São Paulo sobre a morte da menina.

"Foi solicitado um parecer sobre o medicamento que ela disse ter utilizado antes de chegar ao fórum e os médicos disseram que, apenas com a substância que declarou ter ingerido (Rivotril), ela estaria apta a depor", afirma Miranda. "No laudo que pedimos, porém, ficou constatado que ela estava sob efeito de outro medicamento (Propofol, um anestésico geral de curta duração), de uso exclusivo hospitalar."

No entanto, o juiz descartou a hipótese de marcar um novo depoimento para a perita em Salvador. "Estamos encaminhando o laudo para o Ministério Público de São Paulo, que é a comarca do processo, para que as providências sejam tomadas." Isabella Nardoni morreu no dia 29 de março deste ano, após ser jogada da janela do apartamento onde moravam seu pai, Alexandre Nardoni, e sua madrasta, Anna Carolina Jatobá. O casal está preso acusado de cometer o crime.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG