Juiz abona faltas de Geisy e marca provas para janeiro na Uniban

A Universidade Bandeirantes (Uniban) terá de abonar todas as faltas da estudante Geisy Arruda e remarcar as provas da aluna de turismo para janeiro. A determinação é do juiz da 9ª Vara Cível de São Bernardo do Campo, Rodrigo Borga Campos.

iG São Paulo |

Geisy, de 20 anos, não frequenta as aulas desde que foi hostilizada no campus da universidade, em 22 de outubro, por usar um vestido curto.

Segundo o advogado de defesa, Nehemias Domingos de Melo, o juiz aceitou o pedido integral que vai possibilitar que a aluna complete o ano letivo.

"O juiz entendeu a urgência deste pedido e concedeu liminar garantindo que ela faça as provas em janeiro. A Uniban terá de informar o local e datas à Justiça com 20 dias de antecedência", explica o advogado.

Na última sexta-feira, Melo entrou com um processo judicial contra a universidade pedindo indenização de R$ 1 milhão por danos morais. Na mesma ação, o advogado solicitou que a Uniban desconsiderasse suas faltas nas aulas posteriores à confusão e permitisse que ela fizesse suas provas pendentes em diferentes datas e locais do que o resto de seus colegas por motivos de segurança.

Investigação

A delegada Ângela de Andrade Ferreira Ballarini, titular da Delegacia da Mulher, esperava ouvir dois seguranças da Uniban presentes no tumulto, mas eles não compareceram à delegacia, assim como o advogado da instituição.

* Com Agência Estado

    Leia tudo sobre: uniban

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG